DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA

Um breve histórico do curso

O Curso de Estatística da UFAM foi criado pela Resolução no 15/76, de 07.05.1976, do Egrégio Conselho Universitário – CONSUNI. Mediante Concurso Vestibular, com abertura de 30 (trinta) vagas, o curso deu início às suas atividades no 2o período de 1976. Inicialmente foi administrado pelo Departamento de Matemática do Instituto de Ciências Exatas – ICE da UFAM. Em 1979 passou a ser administrado pelo Departamento de Estatística e Computação e somente em 1991 com a criação do Departamento de Estatística – DE no ICE, através da Resolução no 022/91–CONSUNI, de 18.10.1991, passou definitivamente a ser administrado pelo DE. Foi reconhecido pelo MEC através da Portaria no 224, de 18.03.1980. Em agosto, deste mesmo ano, formou–se a primeira turma de Bacharéis em Estatística da UFAM. Atualmente, o curso tem aproximadamente 300 formados e, teve sua renovação de conhecimento pela Portaria n.110 de 25/06/2012, publicada no DOU n.124 em 28/06/2012.

O curso teve 5 currículos ao longo dos seus 42 anos de vida, e o atual reformulado em 2018/01, foi desenvolvido baseado em um Plano de Metas e ações, proposto pelo NDE em 05/2015, de modo a obter melhorias na qualidade do Curso de Bacharelado em Estatística e estabelece as orientações para a obtenção de padrões de qualidade na formação do Estatístico. Tem como objetivo o aperfeiçoamento significativo da prática universitária, observando a questão da qualidade do ensino, nas suas dimensões através da implementação de ações Metodológicas, Curriculares, de Extensão e melhora da Formação Profissional. Atualmente, o Curso de Estatística da UFAM possui 3 estrelas no guia do estudante 2018 e é conceito 5 no MEC, após avaliação realizada em fevereiro de 2019. Em termos  departamental, a Estatística da UFAM, possui três grupos de pesquisa (Bioestatística, Estimação semi-paramétrica, Simulação Estocástica e Modelos de Regressão) e uma área de concentração dentro do Programa de Pós-Graduação-PPGM/UFAM, na qual já foram formados 20 mestres em matemática com área de concentração em Estatística, dos quais13 (65%) são alunos egressos do Bacharelado em Estatística. A primeira turma de Doutorado iniciou-se em 2018/01 com um aluno egresso do Bacharelado em Estatística.

 Ao egresso em Estatística é conferido o grau de Bacharel em Estatística, fornecendo um único diploma, sem nenhuma menção adicional. O Número de vagas oferecidas pelo curso é 48, sendo 24 vagas a serem preenchidas por meio do Processo Seletivo Contínuo – PSC; e as 24 restantes por meio do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. As vagas preenchidas por meio do ENEM obedecerão às condições dispostas em Edital, observados ainda, os critérios estabelecidos pelo Ministério da Educação. O PSC é outra forma de ingresso na Universidade Federal do Amazonas, criado pela Resolução no 18/98, do Conselho de Ensino e Pesquisa – CONSEPE, com alterações feitas pela Resolução no 014/00–CONSEPE. A seleção é feita com base em uma avaliação seriada e contínua nas três séries do ensino médio. Atualmente o curso conta com 113 alunos matriculados distribuídos sobre  23 turmas. As turmas dos primeiros dois períodos apresentam em média 40 alunos por turma. As turma dos períodos intermediários (40 e 50) quase nunca ultrapassam 20 alunos. Por fim, as turmas de TCC são oferecidas  uma para cada aluno. Esse comportamento de dimensão de turma, pouco tem variado nos últimos 3 anos.

A carga horária e os procedimentos relativos à integralização obedecem as orientações expressas na Resolução no 2/2007–CNE/CES, o qual prevê–se um mínimo de 3.000 (três mil) horas para os Cursos de Bacharelado em Estatística, com limite mínimo para integralização de 4 (quatro) anos. A estrutura curricular prevista em seu Projeto Pedagógico prevê um curso com 3.000 (três mil) horas de carga horária total e duração ideal de 4 (quatro) anos, com tempos mínimo e máximo de integralização curricular de 8 (oito) e 12 (doze) semestres letivos respectivamente. O curso é ministrado na sua totalidade nos turnos vespertino com algumas horas noturna e, funciona no Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, Setor Norte da Universidade Federal do Amazonas.